O castelo de suas ilusões vem sem estrondo. Sem deixar rastro, virou fumaça como um sonho; e ele nem sequer percebe que esteve sonhando. -Dostoiévsky

 

Temas

Temas

Sintomas Atuais


A história é a demonstração da própria modelação do universo humano de acordo com aquilo que seu desejo tornou-se capaz de realizar. Cada época traz sua marca, apresenta novas soluções para antigos problemas, e também propicia o desenvolvimento de novos sintomas sobre suas conquistas. Desta forma nos cercamos de “males do século” que até poucos anos antes, não seriam objeto de preocupação.
Bem como em momentos históricos anteriores, o atual demonstra suas peculiaridades. Com o desenvolvimento tecnológico em uma velocidade sem precedentes, tornou-se imperativa a flexibilidade e relatividade de conceitos. Tal como em um curto espaço de tempo nossos equipamentos perdem seu valor e demandam serem substituídos, também passou a acontecer com os conceitos, os valores, os referenciais. Isso põe em evidência o traço psíquico mais comum de nossa época, a desvalorização da autoridade delineadora do universo pessoal.
Tal efervecência de mudanças, encontra similares apenas em períodos de revoluções, e trouxe consigo as consequências próprias da perda dos antigos modelos de referência, demonstrando suas imperfeições através de sintomas atuais que recebem nomes da psicologia como Síndrome de Pânico, o Transtorno Bipolar, o Estresse, o Burnout , o TDAH Transtorno de Déficit de Atenção, Anorexia, Bulimia, e sobretudo, a estrutura perversa. De que sofre o homem contemporâneo enquanto pode desfrutar da liberdade do mundo atual? Enquanto qualquer crítica sobre si parece sem sentido, ou acima de tudo, enquanto deve dedicar-se a gozar sem limites, desprezando que tudo o que efetivamente faz é obedecer ao mandado lhe que comanda incessante e sem limites: "Goze mais!". Julga gozar da vida, dos bens, das companhias; mas para manter esta idéia de felicidade, precisa desconhecer tudo o que deixa de ganhar.
Pela intrínseca dificuldade humana em deixar de criar sofrimento para cada nova conquista, é que psicanálise desde sempre lidou com os sintomas que são atuais, fazendo valer seu propósito primeiro: o de despertar a humanidade do sono a que cada sujeito se dedica quando ignora aquilo que o constitui.

A clínica da Psicossomática


Cada vez mais está em evidência o tratamento dos chamados sintomas psicossomáticos. Ainda que o reconhecimento de sua importância seja uma marca do mundo contemporâneo, desde o século XIX, o Dr. Freud já verificava em seus pacientes, como frases inconscientes  podiam converter-se em sintomas do corpo.

Juntamente com um acompanhamento médico adequado, resultados surpreendentes têm sido alcançados, evitando os efeitos colaterais de tratamentos químicos pesados ou intervenções cirúrgicas mais radicais, bem como os inconvenientes da dependência medicamentosa no controle de sintomas.

Há muitas doenças que se manifestam sem aparente explicação para sua causa orgânica. Entretanto, a experiência da psicanálise demonstra ser possível o aparecimento de um sintoma expresso no corpo, quando, por ação de uma forte pressão psíquica inconsciente, algo deixa de ser feito ou falado, podendo acarretar, entre outros, transtornos alimentares, disfunções hormonais, problemas de pressão, doenças de pele, do sistema respiratório, dores e mal estares sem origem aparente.

Da mesma forma que situações estressantes podem pela via psíquica sensibilizar determinado órgão ou região do corpo, certamente os sintomas por elas desencadeados também serão tratáveis psiquicamente, ou seja, pela via da palavra, visto que as condições causadoras de estresse estão mais relacionadas a como cada pessoa consegue reagir à situação do que à situação em si.
Pensando em oferecer um tratamento para estes males, nossa clínica reúne um grupo de psicanalistas que desenvolve a invenção freudiana em concordância com as atualizações propostas pelo Dr. Jacques Lacan, de forma a desenvolver na cidade, um espaço diferenciado de atenção às palavras não ditas.

   

© 2010 - 2011 Clínica de Psicanálise de Florianópolis - Rua Dom Jaime Câmara, 179 Sala 608 - Ed. Regency Tower - Florianópolis - SC - Fone: (48) 3304-3309